segunda-feira, 7 de abril de 2014

"Poema de caminho e caminhada" - Luciana Cavalcanti



Quis trazer ao Poema 
a luz de tua cor,
iluminação de teu suor, 
cotidiano,
fruto de lutas 
e sonhos,
fonte e semente
de algo que há de vir.

História,
pulsa em tuas mãos
morenas
a insistência do povo
que não se conforma
e repousa somente
para lutar amanhã,
mais forte
e melhor.

Quis trazer ao Poema
a poeira nos sapatos
e a certeza do caminho,
ousado.

Quis trazer esta ousadia,
nossa ousadia...
Novas auroras.

Quis trazer ao Poema
aquilo que só se marca
a ferro e fogo
nas cotidianas batalhas
quando se decide
doar-se e ser
ferro e flor,
como és,
como ousas,
como há tanto tempo
eu houvera sonhado:
"será toda a gente"
e seremos irmãos.

Serenizados,
não recordaremos as dores
da injustiça
e apreciaremos nossas cicatrizes
como medalhas...
E a luz do teu suor,
e o pó em teus sapatos,
testemunharão,
junto aos meus versos,
as bonitezas e as lonjuras
de haver chegado.

"Poema de caminho e caminhada", Várzea do Capibaribe.

Um comentário:

Carlos Maia disse...

"e apreciaremos nossas cicatrizes
como medalhas...
E a luz do teu suor,
e o pó em teus sapatos,
testemunharão,
junto aos meus versos,
as bonitezas e as lonjuras
de haver chegado."

Você está a cada dia melhor, minha amiga, Parabéns!!! Belíssimo poema!!!

Abraços Fraternos!