terça-feira, 13 de novembro de 2012

Aqui - Luciana Cavalcanti




Contigo, para as pontes,
para as portas,
para os portos,
para os poros,
para os partos...


Contigo, quando for noite,
quando for tarde,
ou cedo, mas sempre
pra se inventar um tempo
de não ter medo
e seguir...


Contigo, por hoje, por hora,
e por cada sonho
(que não demora)
em inventar amanhãs...


Contigo, pelos meus versos,
pelos meus risos
e pelos teus risos, mais.


Contigo, sim, talvez e não.
Contudo, sempre ainda mais:
abertos, as portas e os poros,
atentos, às pontes e portos,
prontos para manhãs
e amanhãs...
apertados os nós.


Luciana Cavalcanti


(Recife, Várzea do Capibaribe, 07 de Novembro de 2011)

Um comentário:

Carlos Maia disse...

Contigo,sim, talvez e não.
Você disse tudo.