domingo, 27 de março de 2011

Ouro de Mina - II

Ela, minha mãe...
(originalmente postado em março de 2010)


Falei antes sobre a emoção de meu pai ao me ver, novamente, de pé e andando - passos inseguros, dolorosos, mas passos! - e de como ele, comovidamente, chamou minha mãe para partilhar daquele instante... Isto, no dia 12 de março de 2010. Meu velho é um homem consumido pela emoção. Sua emoção ditou-lhe os caminhos a vida inteira, em boas e más escolhas... Seu coração lhe transborda! E teceu-lhe a personalidade em forças e fraquezas.
A companheira deste homem, minha mãe, é a mulher de quem já citei o cuidado com as plantas, a emoção, a fragilidade e o fato de ser inteiramente coração, numa "anatomia louca"...
Vejo-a, hoje, cansada... Voltar após trinta anos a ter cuidados que se tem com os bebês com a filha não deve ser fácil!
É ela que coordena meu dia: banhos, refeições, remédios, higiene, dores, cama, travesseiros... tudo, com a dedicação devida a quem não pode levantar-se por si mesmo. Ela tem duas aliadas de primeira hora: Celeste e Jô. A primeira, sua amiga; a segunda, minha amiga.
Com minha mãe tenho re-aprendido, dia após dia, afeto e paciência. Cuidamos uma da outra.
Não me imagino arrogante depois de ter vivido dias em que beber um copo d'água é ato que precisa do gesto cuidadoso de alguém...
Minha mãe assiste o meu aprendizado da espera, paciente, da volta aos trabalhos, às lutas e à poesia que anda solta nas ruas. E a espera é irmã da esperança. E esta moça, a Esperança, me visita todos os dias. Antes, acarinha minha mãe; depois, me fala que a Vida está explodindo e pulsando aqui dentro, crescendo, para, mais tarde, eu partilhá-la com maior dedicação, com vocês e toda a gente, além das paredes desta casa...! Vamos à Vida!
Quantas mulheres você conhece que deu à luz duas vezes à mesma criatura? Este é o milagre que a Vida reservou a esta mulher bonita, minha mãe...

Um comentário:

Diogo Didier disse...

Q lindo!

Realmente, só sabemos da importância das nossas mães em momentos como esses...fico feliz pela sua recuperação e por saber que está sendo bem cuidada. Nada como o carinho paterno e o amor incondicional materno para sanar qualquer problema.

bjoxxxxxxxxxxxxxxxx no coração!