quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Nas coisas, tua memória...

De hoje em diante, como se cada vez fosse ver ainda teu sorriso de "missão cumprida", teu orgulho amoroso, com  humildade e generosidade a ensinar a quem vence, seguirei fazendo muito importar o que serei, o que farei, a vida que terei. Para testemunhar com uma vida digna a dignidade de tua herança.

'À “Seu Zé Pretinho”, José Amâncio (meu avô), porque pela Vida e pelo trabalho, ele me ensinou três grandes lições: que a generosidade e o desprendimento são caminhos seguros de se construir riquezas imperecíveis, que os acontecimentos mais simples são oportunidades de se fazer novas amizades e que o trabalho, honesto e insistente, pode não ser um fardo, mas ser permeado (também) de generosidades, desprendimentos e possibilidades abertas e certas de se consolidar afetos.'

Nenhum comentário: