sábado, 3 de abril de 2010

Ser copo ou lago

"O velho mestre pediu a um jovem triste
que colocasse uma mão cheia de sal
em um copo d'água e bebesse.
- Qual é o gosto? Perguntou o mestre.
- Ruim! Disse o aprendiz.
O mestre sorriu e pediu ao jovem
que pegasse outra mão cheia de sal
e levasse a um lago.
Os dois caminharam em silêncio
e o jovem jogou o sal no lago.
Então o velho disse:
- Beba um pouco dessa água.
Enquanto a água escorria do queixo
do jovem, o mestre perguntou:
- Qual é o gosto?
- Bom! Disse o rapaz.
- Você sente o gosto do sal? Perguntou o mestre.
- Não, disse o jovem.
O mestre então, sentou ao lado do jovem,
pegou em suas mãos e disse:
- A dor na vida de uma pessoa não muda.
Mas o sabor da dor depende de onde
a colocamos.
Quando você sente dor,
a única coisa que você deve fazer
é aumentar o sentido de tudo o que
está a sua volta.
É dar mais valor ao que você tem
do que ao que você perdeu.
Em outras palavras:
É deixar de ser copo...
Para tornar-se Lago!






...............................................................
Desconheço a autoria desta história... atribuem-na à Sabedoria Oriental.

5 comentários:

Cleiton Orman disse...

Comecei a ser seguidor de tuas palavras!!!!

cuidado?!?!?!
rsrrsrsrs...

Wires disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Wires disse...

Agora te pergunto, preferes a lágrima ou o sorriso?
Aguardo retorno!

Anônimo disse...

Luciana sempre prefere o sorriso!!

Luciana Amâncio disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

- Tá, certo, Elke...!