segunda-feira, 27 de outubro de 2008

.boa vista.

Quando tu passas, menino,
olha que o desejo me assanha
esta vontade imensa
de ser o que não sou...
Vontade de te dizer
coisas que te fariam corar.
Vontade de já não ter
compostura alguma,
nem vergonha na cara.
E vejo-me como os velhos bêbados,
que já não são,
já não têm mais nada,
e ao ver passar
uma menina-flor pela calçada,
desejariam que viesse nua!
[Luciana]
................................
Quando o pudor é um blefe...

Nenhum comentário: