domingo, 7 de setembro de 2008

..olhos de ver o Mundo..



Por detrás das janelas





Quando me olhas com sono
E teus olhos,
Entre o reacostumar-se com a luz
E a possibilidade de continuar compondo
Imagens nas telas de sonhos,
Semicerram-se inquietamente...


Quando me olhas sem olhos,
O olhar assumido pelo sorriso,
Inteiro nos lábios que esboçam palavras
Desnecessárias a quem
Aprendeu a olhar-te quando olhas:
O corpo inaugurando sentidos nas coisas...


Quando me olhas ao despertar,
Teus olhos resistindo
Em abrir de uma vez e insistindo
Em dizer que me vês...
Quando me olhas assim, entendo
Que re-aprendo o Mundo
Por teus olhos de recém-nascido.



Luciana Cavalcanti - Recife, Várzea do Capibaribe, 03 de Setembro de 2008.

Nenhum comentário: