sábado, 11 de agosto de 2007

De Passagem

Passa
e deixa, colada às retinas
dos meus olhos,
a certeza de querer
alinhar-me à conduta
dos teus passos.


Olha
e deixa dito, ao suor
da minha pele,
da certeza de querer
misturar-se ao cheiro
de teu suor.


Vai
e não me deixa certa
de meu amor
alinhado, misturado,
à certeza de um querer
que viria de ti...



[Dezembro de 2006]

Nenhum comentário: