quarta-feira, 31 de janeiro de 2007

A(s) queda(s)


Ainda ontem
um anjo
bêbado quase
derrubou-me
escada abaixo.
Entretanto,
há firmeza
no descomunal
desequilíbrio
que preparou-me
apenas
para quedas
premeditadas.
["tontura", um poema de escada. Ali, sentada nos degraus do Colégio de Aplicação/UFPE, em um outubro...]
Imagem: da arte de "De Chirico"...

Nenhum comentário: