domingo, 17 de dezembro de 2006

AMANHÃ...


A lua branca
A rubra chama
E prateadas estrelas,
No azul-negro céu, luzindo...

Ao olhar,
Respirei profundamente,
Lembrando o Catimbó de Ascenso:
Insistente, vivo, intenso.
E tu? Haverás de me amar...!




----------------------------------------
... porque o amor pede paciência, mas exige transbordamento.

Nenhum comentário: