quinta-feira, 2 de novembro de 2006

...atrasou por que não vem?!?

Falta

I

Disposto o papel
e suficiente a tinta,
o Poema de Amor não vem.
Talvez, esteja apenas atrasado...
acordou mais tarde...
perdeu o ônibus...

Ou poderia ter ficado presa
a minha infinita ternura
no elevador...
retardando o percurso
do Poema de Amor...?

Talvez, ainda, o poema marcou
um encontro n’algum Café
com a Esperança
(para fazer-me surpresa ao vê-los juntos)
e, precavida, ela não foi
(para não estar a sós com um estranho)...

II

Por que não chega o Poema?
em seus versos ingênuos
de amante,
abrandando-me a Noite,
distraindo-me a Insônia...?
Por que nem telefonou?

Se eu dormir
sem notícias suas,
talvez
(por tanta ansiedade),
tenha um mau sonho
onde o Poema,
com amor, esperança e tudo,
terá morrido atropelado.
-----------------------------------------
LAC. Recife, s/d.

Nenhum comentário: